Arquivos Brasileiros de Cardiologia

Português | Inglês





Pressione Enter para iniciar a Busca.





Volume 111, Nº 1, Julho 2018

   

DOI: http://www.dx.doi.org/10.5935/abc.20180091

ARTIGO ORIGINAL

Avaliação Precoce da Função Ventricular Direita em Pacientes com Lúpus Eritematoso Sistêmico pelo Strain e Strain Rate

Runlan Luo

Hongyan Cui

Dongmei Huang

Lihua Sun

Shengda Song

Mengyao Sun

Guangsen Li







Figura 1 – Curva do pico sistólico longitudinal (ε) obtida dos segmentos basal, medial e apical da parede livre do ventrículo direito por 2D-STE na visualização apical de quatro câmaras. (A) grupo A; (B) grupo B (lúpus eritematoso sistêmico – LES, sem hipertensão pulmonar); (C) grupo C (LES com hipertensão pulmonar leve); (D) grupo D (LES com hipertensão pulmonar moderada a grave).





Resumo

Fundamento: A função ventricular direita é fator crucial do prognóstico do lúpus eritematoso sistêmico (LES). Objetivos: Avaliar a função ventricular direita em pacientes com LES e diferentes graus de hipertensão pulmonar (HP) por avaliação do strain e do strain rate.

Métodos: Um total de 102 pacientes com LES e 30 voluntários sadios foram estudados entre outubro de 2015 e maio de 2016. Os pacientes foram divididos em três grupos de acordo com a pressão sistólica da artéria pulmonar (PSAP) estimada por ecocardiografia: grupo controle (A); PSAP ≤ 30 mmHg (grupo B, n = 37); PSAP 30-50 mmHg (HP leve; grupo C, n = 34); e PSAP ≥ 50 mmHg (HP moderada a grave; grupo D, n = 31). Foram medidos, nos segmentos basal, medial e apical da parede livre do ventrículo direito, o pico sistólico longitudinal (ε) e o strain rate (SR), incluindo o SR sistólico (SRs), o SR diastólico precoce (SRp) e o SR diastólico tardio (SRt) pela técnica de ecocardiografia bidimensional com rastreamento de “pontos” (two-dimensional speckle tracking echocardiography, 2D-STE) pela visualização apical de quatro câmaras. Um p < 0,05 foi adotado como estatisticamente significativo.

Resultados: Os parâmetros ε, SRs, SRp e SRt foram significativamente menores nos grupos C e D em comparação aos grupos A e B. O ε de cada segmento foi significativamente menor no grupo D que no grupo C, ao passo que não houve diferença no SRs, SRp ou SRt entre os grupos C e D. Conclusões: O strain e o SR obtidos por 2D-STE puderam detectar precocemente disfunção ventricular direita em pacientes com LES e HP, contribuindo para o tratamento clínico e prognóstico desses pacientes. (Arq Bras Cardiol. 2018; 111(1):75-81)

Palavras-chave: Função Ventricular Direita / fisiologia; Lúpus Eritematoso Sistêmico; Hipertensão Pulmonar, Ecocardiografia.